Iogurte é opção saudável para quem tem intolerância ao leite

Iogurte é opção saudável para quem tem intolerância ao leite

Diz a sabedoria popular que um copo de leite antes de dormir garante o sono tranqüilo. Contam ainda que quem bebe leite fica livre de doenças, mantém-se nutrido e bem alimentado.

O leite de vaca é um dos mais tradicionais alimentos da cultura ocidental. No Brasil, segundo o IBGE, o consumo per capita é de 27,9 litros por ano. Rica fonte de cálcio –mineral essencial para a formação dos ossos e para evitar o seu desgaste– o leite também contém proteínas e vitaminas A, B1 e B2.

A engenheira agrônoma Elizabeth Torres, da Faculdade de Saúde Pública da USP, é uma das defensoras do consumo: “O leite é uma excelente fonte de minerais, particularmente o cálcio. Nenhum outro alimento pode ser comparado a ele. Quem não ingere cálcio durante toda a vida corre um grande risco de desenvolver osteoporose. Eu recomendo de três a quatro copos diários para crianças, adolescentes, grávidas, lactantes e mulheres na menopausa. Os demais adultos podem tomar de dois a três copos”.

Mas, apesar de fazer parte da cultura alimentar, o leite de vaca é considerado por alguns nutricionistas como um grande vilão na alimentação humana. A principal crítica é com relação a algumas proteínas presentes no leite –como a caseína, a lactoalbumina e a lactoglobulina–, bem mais pesadas que a lactoalbumina do leite materno.
Por causa dessas proteínas, muitos bebês desenvolvem o que os médicos chamam de alergia ao leite de vaca.

A maioria das crianças deixam de ser alérgicas depois dos dois primeiros anos de vida. Mas os pais precisam ficar alerta aos sintomas –vômitos, diarréia, déficit de crescimento–, pois essa alergia pode provocar outras doenças, principalmente na pele e nos aparelhos digestivo e respiratório, como explica o pediatra e gastroenterologista Mauro Batista de Morais, da Unifesp. Nesses casos, o médico afirma que o ideal é substituir o leite de vaca. A opção mais acessível continua sendo o “leite” extraído da soja.

Lactose
Outro componente polêmico do leite de vaca é a lactose, um tipo de açúcar natural que pode provocar reações adversas em quem não tem ou produz pouca lactase, enzima que digere a substância. É um mal que atinge principalmente os adultos, já que normalmente a produção da lactase diminui com o passar dos anos.

Os principais sintomas são cólicas, diarréia e náuseas. Estima-se que 40% da população tenha algum grau de intolerância ao leite de vaca, mas não sabe disso. A nutricionista Flávia Morais explica que o diagnóstico pode ser feito com uma dieta de exclusão do alimento por um mês.

Substituição
Uma solução para evitar ou reduzir os riscos das contra-indicações são os produtos derivados do leite, que contêm menos lactose. O iogurte é o mais indicado: por ser um leite coalhado, preserva os nutrientes da bebida pura, transformando-a em alimento de fácil digestão. É produzido a partir das misturas dos microorganismos “Streptococus thermophilus” e “Lactobacillus bulgaricus”, que consomem a lactose. O iogurte é também fonte de proteínas, cálcio, zinco, vitaminas A e do complexo B. Confira ao lado a receita de como fazer o iogurte caseiro e as dicas de como acrescentar sabor à bebida.

Benefícios do iogurte
- Ajuda na produção de anticorpos, hormônios e enzimas, importantes para o metabolismo, contribuindo para reforçar o sistema imunológico e retardar o envelhecimento
- Contribui para o fortalecimento dos ossos e do sistema nervoso
- A vitamina A presente no iogurte melhora a saúde da pele, da visão, das unhas e dos cabelos
- As vitaminas do complexo B proporcionam energia e oxigenam as células
- A bebida pode ser ainda mais nutritiva se misturada a frutas, mel e cereais.

 

http://www1.folha.uol.com.br/folha/equilibrio/noticias/ult263u3803.shtml

Autora:LUANDA NERA